Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

MP pede suspensão de contratos e diz que prefeitura de Coari faz gastos milionários

Promotores de justiça disseram que o prefeito Adail faz gastos incoerentes enquanto o município ‘padece’.


Da Redação

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) ingressou na 1ª Vara da Comarca de Coari, com uma Ação Civíl Pública (ACP), contra o prefeito Adail Filho (PP), com pedido de liminar, com o objetivo impedir gastos de mais de R$ 3.681.500,00 com a contratação de artistas nacionais e estrutura para a apresentação no aniversário da cidade.

Segundo informações das Promotorias de Justiça de Coari, o prefeito contratou, sem licitação, empresas para a apresentação dos cantores sertanejos Marília Mendonça, Matheus e Kauan e Léo Santana.

Cada um desses shows terá a duração de pouco mais de uma hora e custará aos cofres públicos a quantia de R$ 1.033.500,00 somente com o pagamento dos cachês dos artistas que se apresentarão na festa.

(Foto: divulgação)

Na ação coletiva assinada pelos promotores de justiça Flavio Mota e Weslei Machado, é apontado que foi publicado no Diário Oficial dos Municípios do Estado do Amazonas, no dia 22 de junho deste ano, a contratação da empresa N. Otero Gonçalves-ME, para a locação de equipamentos de Iluminação, Sonorização, Locação de Tendas, Palco e Banheiros Químicos, no valor de R$ 2.648.000,00 milhões, que, de acordo com os promotores é um preço superfaturado.

Os promotores dizem, ainda, na ação, que “soa incoerente eleger gastos voluptuários com festejos, enquanto que o funcionalismo público ainda padece com a falta de pagamento de salários, aposentadorias e pensões”.



Categorias:Amazônia

Tags:, ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: