Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Oposição ingressa com CPI das licitações na ALE

A proposta de investigação contra Amazonino Mendes, segue para a Procuradoria da Assembleia e deve ser instaurada em 15 dias.

Por Asafe Augusto – RedaçãoAM

O deputado Sabá Reis (PR) protocolou na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE), nesta quarta-feira (1º), a proposta de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) das licitações, realizadas pelo governo de Amazonino Mendes (PDT).

Conforme Reis, o governo fez 535 dispensas de licitação, o que envolve valores de R$ 451 milhões.

Além de Sabá assinaram a CPI o deputado Platiny Soares (PSB), Abdala Fraxe (PODE), David Almeida (PSB), Francisco Souza (Podemos), José Ricardo (PT), Luiz Castro (REDE) e Serafim Corrêa (PSB), totalizando oito assinaturas, quantidade suficiente para instauração da investigação.

“Por isso falta merenda nas escolas, faltam medicamentos e a Segurança está um caos. Um dos maiores absurdos cometidos pelo Amazonino foi a compra de 228.634 exemplares de um livreto no valor unitário de R$ 50, totalizando R$ 11,431 milhões da empresa Previna Programas Preventivos e Consultoria, situada em São Paulo”, disse Sabá Reis, ao ressaltar que fez pesquisa de preços em livrarias, gráficas e até na Imprensa Oficial do Governo do Amazonas, para a impressão do livro. No comparativo a diferença chega até mais de R$ 10 milhões.

“Na livraria Concorde o mesmo livreto custa R$ 39, em uma das maiores gráficas de Manaus, o livro custaria R$ 2,15, totalizando aproximadamente R$ 460 mil. Não podemos esquecer que o Amazonino poderia ter feito a compra na Imprensa Oficial pagando R$ 23 a unidade. Só não ver quem não quer, essa roubalheira”, esclareceu.

WhatsApp Image 2018-08-01 at 16.28.35

O presidente da Assembleia, deputado David Almeida, pregou cautela na investigação. Agora, o processo está a cargo dele, pois é o presidente que encaminha a CPI.

“Vamos seguir o regimento. Vou encaminhar tudo pra a Procuradoria da Casa que vai dar seu parecer. Em aproximadamente 15 dias eu já poderei dar o encaminhamento necessário”, afirmou.

O líder da base aliada ao governador, deputado Dermilson Chagas (PP) criticou a CPI afirmando que ela é um instrumento politiqueiro.

“Não passa de bravata e bacaba do deputado Sabá Reis. Quer ser o paladino da moral. Não lê os jornais, ou se leu não quis falar. Infelizmente é só agressão que não resulta em nada. Violência tem em todo lugar, falem do passado, esses erros são de anos. O Estado paga caro por essa omissão dos deputados que apoiavam Melo e agora dificultam o trabalho do governador”

O deputado Adjuto Afonso (PDT), que também é da base aliada, defendeu que fossem investigados governos de dez anos até o momento. Ele criticou alguns deputados que hoje são oposição como Sabá, David e Platiny que na última CPI proposta na casa, que investigaria desvios na Agência de Fomento do Amazonas (Afeam), retirou a assinatura inviabilizando a sua instauração.

CPI contra David

Os deputados da base aliada ao governador cogitaram ingressar com uma CPI contra o presidente da Casa, deputado David Almeida.

De acordo com eles, enquanto Almeida foi governador interino do Estado, realizou atos que necessitam de investigação. Um deles é um contrato bilionário feito na Superintendência de Habitação do Estado (Suhab).

Almeida respondeu afirmando que essa proposta da base é apenas uma estratégia para amenizar os impactos da CPI contra Amazonino.



Categorias:Política

Tags:,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: