‘Estado vai fechar o ano com déficit de mais de R$ 1 bilhão’, diz governador eleito

De acordo com Wilson Lima, os dados apresentados pela Comissão de Transição dos governos preocupam.

Por Asafe Augusto

Manaus – O governador eleito do Amazonas, Wilson Lima (PSC), afirmou que o Estado vai fechar o ano de 2018 com déficit de mais de R$ 1 bilhão. A declaração foi dada por Lima após uma reunião a portas fechadas, que durou quase duas horas, com os deputados da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), nessa terça-feira (4).

O comunicado lembra o mesmo que foi dito por Amazonino Mendes (PDT), quando assumiu o governo em outubro 2017, após a cassação de José Melo, e o mandato interino de quatro meses de David Almeida (PSB).

De acordo com o governador eleito, o relatório da Comissão de Transição será concluído nesta quarta-feira (5), entregue à Assembleia Legislativa e divulgado pela imprensa.

“Estamos fechando amanhã (quarta-feira) o relatório da Comissão de Transição que será entregue à Assembleia Legislativa e divulgada na imprensa. Estou muito preocupado com o que tenho visto. A gente tem um déficit muito grande, que já está acima de R$ 1 bilhão”, disse.

Wilson Lima também revelou que o atual governo já ultrapassou o limite prudencial na folha de pagamento. “Tecnicamente o teto de gasto de 49% com o pessoal já foi ultrapassado e quando isso acontece o governo do Estado fica inviabilizado de receber repasse e celebrar convênios. Isso é um indicativo de que temos que iniciar o governo enxugando a máquina. Por enquanto a situação está complicada”, afirmou.

Sobre a reunião, Lima destacou que a conversa foi amistosa e serviu para deixar aberto o canal de diálogo entre os poderes Executivo e Legislativo ressaltando que estes são independentes, mas harmônicos.

“Pedi a sensibilidade para que os deputados deem a devida atenção a algumas matérias que de alguma forma podem comprometer e engessar o futuro governo. Nós discutimos o orçamento e a Assembleia prontamente se colocou à disposição para fazer alterações que a nossa Comissão de Transição achar interessante para 2019”, explicou.



Categorias:Política

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: