Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Amazonino se aposenta da vida pública após 35 anos de carreira

O governador estuda escrever um livro sobre sua história na política.


Da Redação


Manaus – Após 35 anos de vida pública em cargos políticos, sendo quatro vezes governador do Amazonas, três vezes prefeito de Manaus e um mandato de senador, Amazonino Mendes deixa a vida eleitoral a partir desta segunda-feira (31), quando passa o ‘bastão’ para o governador eleito Wilson Lima (PSC).

Mesmo anunciando a ‘aposentadoria’ de futuros disputas de eleições, Mendes afirma que não deixará a política que, segundo ele, começou a praticar ainda na vida estudantil.

Iniciou sua carreira política em cargos Executivos em abril de 1983, ao ser nomeado prefeito de Manaus pelo governador Gilberto Mestrinho (1983-1987), do Movimento Democrático Brasileiro (MDB). Em Brasília, discutiu o projeto Calha Norte, que objetivava a ocupação militar na região de fronteira da Amazônia.

Em março de 1987 assumiu o Governo do Estado defendendo a integração do interior e o desenvolvimento econômico. Defendeu a construção da Ferrovia Norte-Sul.

Nos debates sobre ecologia e preservação ambiental, foi acusado de estimular a devastação das florestas ao distribuir gratuitamente motosserras no interior do estado. Mas em março de 1989, ao receber a visita de senadores norte-americanos para discutir preservação florestal, prometeu ampliar as áreas de reserva ecológica no Amazonas.

Em 1989, na Suécia, foi recebido na Academia de Ciências de Estocolmo, na qual discursou apresentando-se como defensor da ecologia e do meio ambiente.

Na área da cultura, deixou o Festival Folclórico de Parintins com a construção do Bumbódromo para o festival de 1988, o que permitiu que a manifestação ultrapassasse as fronteiras do Brasil.

Retorno

Em 2017, voltou ao governo, eleito pelo voto popular, e afirmando que encontrou as finanças do Estado destroçadas e declarando que vai entregá-las sob controle, equilibradas e com dinheiro em caixa, segundo números oficias.

Amazonino Mendes tem divulgado neste ano que realizou ainda a maior promoção da história das forças de segurança do Estado em menos de um ano de sua gestão. Entre outubro de 2017 e dezembro de 2018 foram 10.769 promoções, sendo 8.983 para policiais militares, 1.144 aos policiais civis e 642 para membros do Corpo de Bombeiros.

Ainda na área da Segurança Pública, Amazonino Mendes contratou sob críticas e com valor milionário a consultoria internacional da Giuliani Security & Safety (GSS), do ex-prefeito de Nova York (EUA) Rudolph Giuliani. A iniciativa será repetida pela Presidência da República, no governo de Bolsonaro, que iniciou as tratativas para seguir os mesmos passos do governador do Amazonas.

Amazonino encaminhou várias obras na capital e no interior, como o prolongamento da Avenida das Torres. Iniciada em 2012, a obra estava parada e foi retomada no quarto mandato de Amazonino. Além disso, o governador deu início a outras construções importantes, como as de recapeamento asfáltico. Somente para o sistema viário, foram destacados meio bilhão de reais, incluindo intervenções em Manaus e em outros 53 municípios.

Despedida

No próximo dia 31 de dezembro de 2018, Amazonino Mendes deixa o quarto mandato de governador do Estado. Mesmo tendo declarado que não disputará mais nenhum cargo, Amazonino não abandonará a política. “Nasci político, vou morrer político”, declarou.

Livro

Todo o histórico de Amazonino Mendes deverá ser passado a limpo em uma biografia que ele estuda escrever futuramente.

“Olho para trás, vejo o meu legado, sou muito grato ao povo, que me deu tantas honrarias, tantas oportunidades de produzir, trabalhar e fazer coisas que enaltecem a minha vida. Minha eterna gratidão ao maravilhoso povo amazonense, que foi tão generoso comigo, foi bom demais comigo”, destaca Amazonino.

*Com informações da assessoria.



Categorias:Política

Tags:, , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: