Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Deputados da ALE-AM discutem auxílios ‘paletó’ e moradia

Auxílio moradia de R$ 2,2 mil pode ser pago ao parlamentar que não tiver casa própria em Manaus.


Por Asafe Augusto


Manaus – O deputado do bloco independente Dermilson Chagas (PP), apresentou, na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), nesta quarta-feira (13), um projeto de resolução legislativa que revoga o artigo 2º da Resolução Legislativa nº 540/2013, que permite o pagamento de um auxílio no valor de R$ 36 mil para cada um dos 24 deputados.

Dermilson nominou a verba que é paga R$ 18 mil no início do mandato e outra parte, R$ 18 mil, no fim, de ‘auxílio paletó’. Isso causou revolta nos demais parlamentares que criticaram a postura do deputado.

Na sessão de terça-feira (12), Dermilson divulgou que abriu mão da verba e, agora, afirmou que os demais deputados deveriam fazer o mesmo. “Vivemos um momento novo na política”, disse o deputado que não abriu mão da verba que recebeu na legislatura passada.

A vice-líder do governo, deputada Joana D’Arc (PR) afirmou que esse auxílio paletó não existe, o que se tem é uma verba para o deputado ‘equipar o gabinete’.

A deputada ingressou com um requerimento na Mesa Diretora para saber que parlamentar recebeu auxílio paletó nos últimos anos. “Eu não me sinto constrangida com isso. Nunca recebi auxílio paletó. Não existe isso. Ele deveria doar tudo que ele recebeu para a saúde do estado, ou para castração de animais”, afirmou Joana.

De acordo com a vice-presidente da Casa, deputada Alessandra Campelo (MDB), Dermilson estava sendo fazendo um discurso hipócrita. “Fale a verdade não existe auxílio paletó. Abrir mão da verba não recupera os bilhões do governo que ele (Dermilson) apoiou. Não seja hipócrita”, afirmou.

Auxílio moradia

O presidente da ALE, deputado Josué Neto (PSD), disse que a Casa pode pagar R$ 2,2 mil por auxílio moradia a deputados do interior que solicitarem a verba.

No entanto, o deputado não soube informar se algum parlamentar da atual legislatura utiliza esse recurso.

O líder do governo, deputado Carlinhos Bessa (PV), afirmou que tinha direito a isso, por ser do município de Tefé, mas disse que abriu mão.

“Acredito que todos os deputados tenham casa própria em Manaus, e não precisem desse auxílio. O último a usar essa verba foi o ex-deputado Wilson Lisboa”, afirmou.

Sobre a polêmica do ‘auxílio paletó’, Josué Neto disse que esse benefício foi extinto em 2013 e os parlamentares recebem uma verba para equipar os gabinetes no início do mandato e para ‘desmontar’ o gabinete no final da legislatura.



Categorias:Política

Tags:, ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: