TCE não considera nomeação de filho e esposa de Arthur como nepotismo

A ação foi ingressada pelo deputado federal José Ricardo.


Por Asafe Augusto

Manaus – Por unanimidade, os conselheiros do Tribunal de Constas do Estado (TCE), julgaram improcedente uma ação contra o prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto (PSDB), por prática de nepotismo. A informação foi publicada no Diário Oficial Eletrônico (DOE) de terça-feira (19) do órgão.

(Foto: Mário Oliveira/Semcom)

A ação foi ingressada pelo deputado federal José Ricardo (PT), ainda em 2017, denunciando nepotismo pela nomeação do filho Arthur Bisneto como secretário chefe da Casa Civil, e a mulher Elisabeth Valeiko como presidente do Fundo Manaus Solidária.

Na publicação o TCE informa que as nomeações não caracterizam nepotismo, por tratarem de cargos políticos.

O deputado José Ricardo, lamentou e questionou a decisão do TCE. “O prefeito assim fez com a ex-esposa e a atual que assumiu um cargo público. Essa interpretação do Tribunal de Contas não está em sintonia com o sentido da legislação para evitar a contratação e beneficiar parentes”, disse o parlamentar ao Redação AM.



Categorias:Política

Tags:, , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: