Governo define reajuste de 4% para servidores da Seduc

A previsão é que, em 2019, a despesa de pessoal da secretaria alcance cerca R$ 1,5 bilhão. 


Da Redação


Manaus – Após reclamações de professores e funcionários da Secretaria de Estado da Educação do Amazonas (Seduc) o governo definiu que o reajuste pago à categoria será de 4%, referente a data-base de 2019. A decisão foi anunciada durante reunião com representantes dos trabalhadores, realizada nesta sexta-feira (22), na sede da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-AM).

Mesmo ultrapassando o limite máximo permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) com o pagamento de pessoal, o Governo do Amazonas garante que pretende cumprir a data-base dos servidores. Os secretários de Educação, Luiz Castro, e de Fazenda, Alex Del Giglio, também disseram que o pagamento das progressões horizontal e vertical será realizado, atendendo duas das reivindicações da categoria que, conforme os secretários, podem representar ganhos reais aos profissionais. 

O reajuste de 2019 e progressões, somados ao pagamento de 9,38% referente à data-base 2018, pago em janeiro deste ano, representam ganhos de 13,31% para os servidores da educação em três meses da atual administração. Ao todo, haverá um acréscimo de 20% à folha de pagamento da Seduc-AM em comparação com a de 2018. A previsão é que, em 2019, a despesa de pessoal da secretaria alcance cerca R$ 1,5 bilhão. 

O reajuste de 4% cobre a inflação dos últimos 12 meses e será pago em abril, com efeito retroativo a 1º março, aos 33,3 mil servidores da educação. A progressão horizontal por tempo de serviço, que não era concedida desde 2014, vai alcançar mais de 20 mil servidores efetivos da secretaria enquanto a progressão vertical por qualificação será concedida a 1.290. O impacto adicional na folha de pagamento por ano, somando-se o reajuste de janeiro e os que serão dados a partir de abril, será de R$ 203 milhões.



Categorias:Cidades

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: