Oposição quer convocar secretários à ALE-AM para explicarem mortes em presídios

O contrato do governo com as empresas que administram as prisões também foi questionado.Da redação


Manaus – O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM), deputado Dermilson Chagas (PP) apresentou um requerimento subscrito por Wilker Barreto (PHS), nesta terça-feira (28), convocando os Secretários de Estado de Segurança Pública (SSP), Cel. PM Louismar Bonates e de Administração Penitenciária (Seap), Marcos Vinicius Almeida para prestar esclarecimentos sobre os valores pagos para as empresas que administram o sistema prisional do Amazonas e saber o real motivo da possível falta de eficiência em gerir os presídios, ocasionando na morte de 55 presos.

De acordo com Dermilson, o episódio foi um dos mais sangrentos no Amazonas, nos últimos dois anos, desde a chacina de 2017 no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

“Na ausência de um Governo eficiente e sem corrupção, as facções criminosas tomam conta dos bairros das cidades e das unidades prisionais. O Governo do Amazonas é o total responsável por essas mortes, pois continua pagando com dinheiro público, um valor altíssimo para empresas que administram os presídios, e que sequer garantem a própria segurança dos presos e dos familiares”, afirmou.

O deputado Serafim Corrêa (PSB) afirmou que os últimos acontecimentos mostraram a falência do sistema penitenciário do Amazonas.

“Quanto aos fatos de domingo e segunda-feira, na minha leitura, demonstram a falência do sistema prisional amazonense, mas, sobretudo, brasileiro. Bom lembrar que a ordem para matança ocorreu em Manaus, mas o pedido surgiu de um presídio federal em outro estado. A “falência” é mais ampla do que a gente imagina. É importante alertar todas as autoridades de segurança, sejam locais ou nacionais. A situação do Brasil que estamos vivendo hoje é a de um caos completo”, lamentou o deputado.

Sem liderança

“Comemorando” dois meses sem líder do Governo na Assembleia, o deputado Wilker Barreto levei um bolo à Casa para ironizar o governador do Wilson Lima.

Essa é a segunda vez que o parlamentar faz esse tipo de crítica na Assembleia. Quando o Governo completou um mês sem líder, Wilker também havia levado um bolo e até dividiu com o ex-líder da base aliada, deputado Carlos Bessa (PV).



Categorias:Política

Tags:, , , , , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: