Em dois dias, artesãos da Setrab lucram mais de R$ 70 mil em Parintins

A Mostra de artesanato acontece das 10h até às 21h, até o último dia do Festival Folclórico de Parintins (30).


Da redação


Parintins – A Mostra de Artesanato da Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab) está viabilizando aos artesãos um grande aumento no número de vendas, em Parintins. Um total de R$ 72.366 foi gerado em apenas dois dias de feira. O fluxo de turistas tende a crescer até o último dia do Festival Folclórico de Parintins, no domingo (30/06), segundo a titular da Setrab, Neila Azrak.

“Estamos beneficiando mais de 70 artesãos diretamente, e mais de 200 indiretamente. Nossa meta é dobrar o número de visitantes e vendas aqui na Mostra do Artesanato. Todo esse trabalho da Setrab é para fomentar a geração de renda para famílias e artesãos individuais, além de mostrar que a nossa arte deve ser valorizada e reconhecida”, disse Neila. Ela afirmou, ainda, que mais de 3 mil peças já foram comercializadas até o momento.

Para a artesã Kátia Brito, que participa desde a primeira edição, expor a sua arte no evento é sempre positivo, pois consegue fazer muitas vendas dos seus produtos e novas oportunidades de negócios são concretizadas no local.

“Eu sou muito grata à Setrab por essa oportunidade maravilhosa, porque aqui eu consigo mais de R$ 2 mil por dia. Participo desde a primeira feira, e pra mim é muito satisfatório fazer parte de tudo isso. Não é pavulagem. Isso é geração de renda de verdade pra muitas pessoas aqui”, destacou a artesã.

Kátia tem uma história de superação e muito esforço dentro do ramo do artesanato. Ela conta que o artesanato a ajudou a sair da decadência, após a morte do seu marido. “Vai fazer um ano que meu esposo faleceu, e isso foi muito dolorido. Mas, eu consegui me reerguer junto com meus filhos e o artesanato me fortaleceu. Eu sempre digo que eu não sobrevivo do artesanato, mas eu vivo dele”, afirmou.

A principal produção da artesã é a partir do reaproveitamento da borra do café para produzir pequenas esculturas, como aves, bois, e diversos animais.

Com informações da assessoria.



Categorias:Amazônia

Tags:, , , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: