Investigado, senador Omar é intimado e não pode deixar o país

De acordo com a PF, Omar direcionava os contratos de gestão para beneficiar o Instituto que tinha objetivo de desviar o dinheiro público da saúde.


Por Asafe Augusto


Manaus – Os delegados da Polícia Federal do Amazonas informaram hoje (19) que o senador Omar Aziz (PSD) foi intimado pela Justiça Federal e não pode sair do país e nem se comunicar com a ex-mulher Nejmi Aziz, com os irmãos dele e com outros investigados na “Operação Vertex“, que é um desdobramento da “Maus Caminhos”.

Conforme o delegado, Alexandre Teixeira, a investigação apontou que há indícios de recebimentos por parte de Omar na época em que ele era governador do Amazonas, mesmo período que o Instituto Novos Caminhos (INC) entrou com serviços na área da saúde do Estado. 

A PF identificou a participação de Omar e seus familiares por meio de conversas de celular que identificavam que havia pagamentos a ele, a ex-mulher e os irmãos, o que configura em corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com a PF, Omar direcionava os contratos de gestão para beneficiar o Instituto que tinha objetivo de desviar o dinheiro público. Segundo a polícia, Omar também está envolvido na formação de contratos permitindo que o INC assumisse as unidades.

Contra Omar também foram cumpridos mandados de busca e apreensão. Também são alvos da operação, a ex-mulher de Omar, Nejmi Aziz e os irmãos dele. Eles estão presos na sede da Polícia Federal, no Bairro Dom Pedro.

Nota de Omar

Em nota, Omar afirmou que não tomou conhecimento do processo e aguarda o seu advogado ter acesso para poder se manifestar.



Categorias:Cidades

Tags:, , , , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: