Operação que prendeu irmãos de Omar vazou antes de ser deflagrada

Um dos investigados tentou ocultar e destruir provas.


Por Asafe Augusto


Manaus – A Polícia Federal (PF) informou em nota, divulgada nesta quinta-feira (1º), que há indícios de que a operação Vertex teria “vazado” antes da deflagração. Segundo a PF, um dos investigados que foi preso no último dia 19/07, tentou ocultar e destruir provas e interferir na investigação criminal e ainda contou com ajuda de outra pessoa para fazer isso. Ambos foram presos hoje.

Vale lembrar que no âmbito da Vertex, no dia 19, foram presos pela polícia os irmãos do senador Omar Aziz, Amin, Murad e Mansour e a ex-primeira-dama, Nejmi Aziz.

“Após a inauguração da fase ostensiva da Operação Vertex, foram angariados provas e indícios de que um dos investigados – que foi preso no dia 19/07/2019 – teria tomado conhecimento prévio da ação policial que estava prestes a ser deflagrada e, munido dessa informação, teria, com o auxílio de um outro indivíduo, removido objetos de sua residência com o intuito de prejudicar a investigação policial”, diz um trecho da nota.

A PF também informou que investiga as suspeitas de vazamento de informações. “As medidas cautelares deferidas pela Justiça Federal, no interesse do Inquérito Policial que apura o caso, têm por objetivo contribuir para o esclarecimento dos fatos no que se refere às hipóteses criminais de vazamento de investigação sigilosa com o objetivo de prejudicar a eficácia da ação policial do dia 19/07/2019, e de embaraço a investigação sobre organização criminosa, por meio da ocultação/destruição de provas, além de outros possíveis crimes correlatos”, finalizou a nota.

 



Categorias:Cidades

Tags:, , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: