Secretário de Inteligência do Amazonas é exonerado

Ele foi apontado como responsável de grampear celulares de deputados de oposição ao governador em representação apresentada pelos parlamentares ao MP.


Por Asafe Augusto


Manaus – O governador Wilson Lima (PSC) exonerou o delegado da Polícia Civil, Sandro Luiz Sarkis Celestino, da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai), que é um braço investigativo da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). A exoneração foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) de quarta-feira (21).

Ele foi nomeado em 2 de janeiro deste ano pelo governador Wilson Lima que não justificou a saída de Sarkis do cargo. Quem assume a Seai é Samir Gazerdim Freire que atuava como secretário Adjunto de Operações Integradas. A nomeação dele foi publicada no mesmo DOE.

Em junho deste ano o nome de Sandro Luiz foi à mídia pela polêmica dos grampos em parlamentares. Os deputados de oposição ao governador na Assembleia Legislativa, Dermilson Chagas (PP) e Wilker Barreto (Avante) disseram que tiveram seus celulares grampeados pela Secretaria de Inteligência através do “Sistema Guardião”.

O deputado Wilker Barreto chegou a ingressar com uma ação no Ministério Público do Amazonas (MP-AM) solicitando uma investigação na Seai, e apontando Sandro Luiz como responsável pelos grampos. A representação ainda está sendo analisada pelo MP.



Categorias:Política

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: