Dez secretarias são extintas na Reforma Administrativa do Amazonas

O Governo do Amazonas publicou reforma sem cortes em cargos comissionados


Por Asafe Augusto | redacaoam.com


Manaus – A reforma administrativa do governo do Amazonas vai extinguir cinco Secretarias de Estado (Cargos de secretário) e cinco cargos de Secretários Extraordinários da máquina pública, mas não vai diminuir a quantidade de cargos comissionados. As informações foram publicadas na edição de terça-feira (15), do Diário Oficial do Estado (DOE).

A reforma administrativa foi prometida pelo governador para o mês de junho, mas só foi feita em outubro sem grandes mudanças. De acordo com informações divulgadas pelo governo, a estimativa de economia que essa reforma pode trazer é de R$ 5 milhões por ano.

A publicação do DOE mostra que vai ser extinta a Secretaria de Estado do Trabalho (Setrab), que envolve os serviços do Sistema Nacional de Emprego (Sine), e as atividades serão transferidas para a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência Tecnologia e Inovação.

A Secretaria de Juventude Esporte e Lazer (Sejel) será extinta e as atividades transferidas para a Seduc que agora passa a ser chamada de Secretaria de Educação de Qualidade de Ensino e Desporto. Assim como a extinção da Secretaria de Estado do Direito da Pessoa com Deficiência (Seped) com as atividades transferidas para Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania. Além da extinção da Secretaria de Desenvolvimento da Região Metropolitana (SRMM) cujas atividades serão absorvidas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura e Região Metropolitana, que é a nova nomenclatura da Seinfra.

A Reforma foi feita por meio de uma Lei Delegada aprovada pelos deputados estaduais dando autonomia para o governador Wilson Lima (PSC) realizar as mudanças na estrutura do Estado.

Mesmo com as mudanças o governador não diminuiu o número de comissionados e vai apenas transferir esses funcionários de uma secretaria para outra.

REFORMA ADMINISTRATIVA DO AMAZONAS



Categorias:Política

Tags:,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: