Alessandra Campêlo vai à Justiça contra ‘CPI da Pandemia’

Ela afirmou querer a investigação dentro das regras.


Por Asafe Augusto | com informações da assessoria


Evidenciando o estado de guerra na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), a deputada Alessandra Campêlo (MDB) disse hoje (19) que ingressou com um mandado de segurança no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) contra a ‘CPI da Pandemia’ para evitar “atropelos regimentais” que, segundo ela, estão sendo cometidos pelo presidente da Casa, deputado Josué Neto (PTB), durante a sessão virtual que instalou a CPI da Saúde na semana passada.

“Sou favorável à investigação, mas desde que siga as regras. O presidente há alguns dias tem ignorado as leis e tomado as decisões de forma monocrática, sem respeitar o plenário, o Regimento Interno e a Constituição (Estadual e Federal). Não sou contra qualquer investigação, mas não pode ser da cabeça do presidente, há regras. E a Casa da Lei, não pode agir ilegalmente”, disse Alessandra.

Antes da CPI ter todas as assinaturas para ser instaurada, os deputados da base aliada ao governador afirmavam que iriam assinar o pedido se ele se estendesse aos governos anteriores. O autor da CPI, deputado Delegado Péricles (PSL), atendeu o pedido da base do governo e o inquérito seguir de 2011 até 2020. No entanto, os principais aliados de Wilson Lima não cumpriram com a promessa de assinar o documento.

O deputado Dr. Gomes (PSC), outro membro da base aliada ao governador Wilson Lima (PSC) , também havia levado à justiça uma questão da Assembleia Legislativa. Ele ingressou com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra o impeachment do governador e de seu vice.

O andamento do impeachment foi suspenso e o recurso da Aleam vai ser apreciado na próxima terça-feira pelo Tribunal de Justiça.



Categorias:Política

Tags:, , , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: