Professores com carga dobrada da Semed estão com salários atrasados

Prefeitura de Manaus prevê o pagamento dos meses atrasados apenas para final de junho.


Por Asafe Augusto


Os professores da rede municipal de ensino que dobram a carga, na Capital, estão com dois meses de salários atrasados. Os profissionais afirmam que esse já é o segundo atraso do ano por parte da Secretaria Municipal de Educação (Semed-Manaus).

(Foto: Assessoria/Prefeitura de Manaus)

Apesar da pandemia causada pelo coronavírus os professores que dobram a carga não foram dispensados e continuam exercendo suas atividades de forma remota. São trabalhadores que estão atuando em dois horários, mas recebendo apenas por um.

O Sindicato dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom Sindical) informou que protocolou na Semed um documento cobrando da secretaria que esclareça dúvidas sobre a Carga Dobrada como pagamentos, vigência, falta de publicação de nomes de professores e pedagogos no Diário Oficial do Município (DOM).

De acordo com o Asprom, essas dúvidas “estão deixando os professores e pedagogos inseguros”.

Um dos professores do município que não terá o nome revelado para não sofrer represarias relatou que continua trabalhando sem receber. “As nomeações de carga dobrada ocorreram apenas para os meses de fevereiro e março, passou abril e todos os professores de carga dobrada estão participando dos trabalhos de home Office, ninguém foi dispensado”, disse.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed-Manaus) informou, por meio de nota, que os pagamentos das cargas dobradas referentes aos meses de abril e maio serão pagos no final de junho.

“A Semed reitera que por conta da pandemia do novo coronavírus, houve uma queda na arrecadação do município, o que complicou a situação financeira, mas reforça que a Prefeitura de Manaus segue honrando com os salários dos mais de 15 mil servidores da Semed”, diz a nota da secretaria.



Categorias:Economia

Tags:, , , ,

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: