Crianças são ‘alugadas’ por R$50 para pedirem dinheiro em semáforos, diz deputado

Na última ação da Comissão da Criança, Conselho Tutelar e Polícia Militar, 17 menores foram retirados das ruas.


Por Asafe Augusto


Crianças e adolescentes são alugadas pelos próprios pais, por R$ 50, para pedirem dinheiro nos semáforos das ruas de Manaus. Essa afirmação foi feita pelo presidente da Comissão de Promoção de Defesa de Crianças, Adolescente e Jovens, da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Álvaro Campelo (PP), nesta quarta-feira (7).

A Comissão da Aleam, o conselho tutelar e Polícia Militar realizaram uma ação que retirou 17 crianças e jovens das ruas e os levou para abrigos, enquanto os pais assinaram um termo afirmando que não retornarão aos semáforos. Durante a ação os órgãos de defesa da criança e adolescente tomaram conhecimento do mercado de aluguel de menores para a mendicância.

“Temos informações de que muitos pais e mães estão alugando seus filhos para poderem pedir dinheiro por outros. Segundo informações, R$ 50, a diária que a criança vale nesse mercado absurdo”, revelou o deputado.

De acordo com Álvaro Campelo alguns pais são reincidentes e correm o risco de perder a guarda dos filhos que, segundo ele, são expostos a perigos todos os dias.

“As mães e pais já foram advertidos. Alguns já têm ações na Justiça na iminência de perderem a guarda dos filhos por rescindirem nessas situações”, afirmou o deputado, ao ressaltar que a perda da guarda dos filhos não é o objetivo das ações, mas que as famílias tenham apoio social, sejam inscritas em programas federais como o Bolsa Família, para garantir uma renda mínima para que as crianças não sejam expostas a riscos.

O parlamentar acrescentou que os pais serão inscritos em programas sociais assim que as crianças saírem das ruas e caso eles voltem a utilizar os filhos de forma indevida serão enquadrados pela Justiça. “É por isso que as ações serão contínuas nas ruas e contando com o apoio dos cidadãos que podem denunciar à comissão os pais que utilizam as crianças de forma indevida”, esclareceu.

Álvaro também pediu para que as pessoas não estimulem esse mercado dando dinheiro em semáforos.

A Comissão planeja uma nova ação mais ampla contando com Justiça, Estado e Município ainda nesse mês de outubro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.