Flordelis é transferida para cela comum do Complexo de Bangu

Ex-parlamentar é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo.


A ex-deputada Flordelis ficará presa no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu. A decisão foi tomada após audiência de custódia realizada, neste sábado (14/8), na cadeia pública José Frederico Marques, em Benfica.

Flordelis ficará em uma cela comum por não ter formação superior.

A ex-parlamentar é acusada de ser a mandante do assassinato do próprio marido, o pastor Anderson do Carmo. Ele foi executado com mais de 30 tiros na porta da casa do casal em Pendotiba, Niterói (RJ). Na época do assassinato, a deputada federal afirmou que se tratava de um assalto. Apesar disso, a investigação conduzida pelo Ministério Público e pela Polícia Civil não demorou muito para encontrar divergências nos depoimentos, além de outras evidências.

De acordo com a investigação, a família tentou esconder as evidências dos crimes chegando até mesmo a fazer uma fogueira no quintal da casa para destruir provas.

Os policiais acreditam que Flordelis tentou assassinar o pastor pelo menos seis vezes por envenenamento, além de contratar pistoleiros em outras duas vezes.

Na quarta-feira (11/8), por 437 votos a 7, a ex-deputada federal teve o mandato cassado na Câmara dos Deputados.

No Conselho de Ética da Câmara, a maioria dos deputados já havia sido favorável ao parecer do relator, deputado Alexandre Leite (DEM-SP), segundo o qual Flordelis violou o Código de Ética e Decoro Parlamentar e deveria perder o mandato.

Deixe uma resposta