CIF fecha festa clandestina com 300 pessoas na zona norte de Manaus

Ao todo, os agentes realizaram a fiscalização em 15 locais.


Por Agência Amazonas

Durante as vistorias em bares, restaurantes e casas de shows, entre a noite desse sábado (11/09) e a madrugada deste domingo (12/09), agentes da Central Integrada de Fiscalização (CIF) autuaram quatro estabelecimentos e fecharam uma festa clandestina com mais de 300 pessoas. As ações ocorreram em bairros da zona centro-sul e norte de Manaus.

Segundo o relatório da operação, o Boteco Sumaúma, localizado no bairro Monte das Oliveiras, zona norte, foi fechado pela CIF após verificar que o proprietário tem alvará para bar e restaurante, mas não foi comprovado a existência de cozinha no local. Sendo assim, ele funcionava de forma irregular.

Na mesma rua, o Jurassic Park Bar foi fechado pela CIF após constatar aglomeração de pessoas, contrariando as normas estabelecidas pelo decreto governamental para combater a propagação da Covid-19. Foi verificada também a existência de cozinha irregular, violando as normas de saúde. O estabelecimento foi autuado pela Vigilância Sanitária Municipal (Visa Manaus).

O Boteco Tomaki, localizado na rua Raimundo Moraes, bairro Santa Etelvina, na zona norte, foi interditado. No local, foi comprovado aglomeração de pessoas e realização de festa clandestina. Havia mais de 300 pessoas no local.

Segundo a capitã Susana Tracy, um dos oito estabelecimentos vistoriados na zona norte precisou ser interditado. “Nós tivemos três estabelecimentos que estavam descumprindo as normas. Dois deles foi necessário fechar, um porque não tinha alvará, estava irregular o outro por conta da aglomeração e falta de documentação e o terceiro ninguém se apresentou como responsável pelo evento, tinha muita gente e foi necessário interditar”, afirmou.

Na zona centro-sul, foram vistoriados sete bares e apenas um foi notificado pelo Corpo de Bombeiros por falta de documentação necessária.

Deixe uma resposta