Willian é barrado e Corinthians protesta: “tratamento desigual”

Após ser notificado pela Anvisa, clube soltou nota explicando respeitar todas as normas sanitárias, mas cobrou as autoridades.


O Corinthians não gostou nada de perder Willian para a partida contra o Atlético-GO na véspera do confronto do Brasileirão. Notificado no sábado pela Anvisa, já em Goiânia, que o meia não poderia entrar em campo por ter de cumprir quarentena de 14 dias pelo fato de vir da Inglaterra, o clube soltou nota explicando respeitar todas as normas sanitárias, mas cobrou as autoridades por causa do “tratamento desigual” recebido no caso.

O Flamengo pôde escalar Andreas Pereira, também contratado do futebol inglês, diante do Santos. O reforço até fez gol naquela partida após sair da reserva. O Corinthians esperava que a Anvisa tivesse tomado a decisão antes. Willian está no Brasil desde o dia 1° de setembro e a notificação só veio após ele ter participado de toda a preparação para o jogo.

“O Sport Club Corinthians Paulista esclarece que, em observância à portaria 655/21 da Anvisa (que trata de restrições de entrada no Brasil de pessoas vindas do Reino Unido), o atleta Willian não irá a campo para a partida deste domingo, em Goiânia, contra o Atlético-GO”, iniciou a nota oficial do clube.

Deixe uma resposta