PC investiga vídeos que mostram traficantes cortando o cabelo de jovens

Nenhuma vítima compareceu à delegacia até o momento.


A Polícia Civil do Rio investiga um conjunto de vídeos que mostram pelo menos cinco jovens, todas aparentando ser menores de idade, tendo o cabelo cortado por traficantes. O material, que viralizou em redes sociais e aplicativos de mensagens, teria sido gravado na comunidade do Nogueira, em Realengo, na Zona Oeste do Rio.

De acordo com informações fornecidas pela 33ª DP, onde um inquérito foi aberto para apurar o caso, nenhuma vítima compareceu à delegacia ou foi identificada até o momento. Assim, a investigação tem como base, por ora, somente o conteúdo que vem sendo compartilhado na internet.

Relatos de moradores, ainda não confirmados pela polícia, indicam que o motivo para o ataque contra as adolescentes foi uma conversa entre elas em um grupo fechado no WhatsApp. No diálogo, as jovens teriam feito comentários sobre um dos chefes do tráfico na região e a esposa dele, resultando em uma punição determinada pelo criminoso, que teria tomado conhecimento sobre o conteúdo das mensagens.

Em uma das gravações que vem sendo compartilhada, uma voz masculina ao fundo ironiza, enquanto uma das vítimas tem o cabelo cortado: “É muito bom fazer fofoca”. Visivelmente constrangida, a adolescente ouve outros comentários, como ordens para olhar para a câmera ou para sorrir.

Deixe uma resposta