Vacinação de adolescentes é retomada neste sábado, 18/9, pela prefeitura

A Prefeitura de Manaus vai retomar neste sábado, 18/9, a vacinação contra a Covid-19 dos adolescentes sem comorbidades, suspensa nesta sexta-feira, 17, por recomendação do Ministério da Saúde.

A retomada do atendimento ao público de 12 a 17 anos segue decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que aprovou, por unanimidade, em reunião extraordinária realizada no início da tarde, a manutenção da vacinação deste público em todo o Estado. A CIB reúne representantes do governo estadual e dos municípios amazonenses.

A titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Shádia Fraxe, disse que Manaus votou a favor da continuidade da imunização dos adolescentes levando em conta que 71% da população de 12 a 17 anos já tomaram a primeira dose, e o fato de haver disponibilidade de vacina, uma vez que o município recebeu da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) doses suficientes para vacinar 80% da população estimada desta faixa etária.

Além disso, o município considerou a ameaça da variante Delta do novo coronavírus, a maior circulação do público jovem pela volta das aulas presenciais e a aprovação técnica da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para a vacinação dos adolescentes no país. Segundo a secretária, também é relevante o fato de Manaus já ter alcançado 84,7% da população vacinável com uma dose e de 41,5 % já estarem com o esquema vacinal completo (duas doses ou dose única), além dos dados epidemiológicos recentes que mostram redução de casos e mortes por Covid-19 na capital.

“O prefeito David Almeida orienta que o município avance o máximo possível na cobertura vacinal, com reponsabilidade, não permitindo que falte vacina nem que haja doses paradas”, disse Shádia. A secretária acrescentou que a vacina da Pfizer é considerada segura para os adolescentes e que os pais devem levar seus filhos ainda não vacinados aos pontos de vacinação.

Com a retomada do atendimento, os adolescentes com e sem comorbidades podem procurar, a partir deste sábado, um dos locais de atendimento da capital, acompanhados de um responsável maior de 18 anos. Para receber a vacina, é necessário apresentar documento de identidade ou certidão de nascimento; CPF ou Cartão Nacional do SUS; e comprovante de residência.

O imunizante aplicado continuará a ser o do laboratório Pfizer/BioNTech, único autorizado pela Anvisa para esta faixa etária no Brasil. Como os adolescentes de Manaus ainda não alcançaram o intervalo de 84 dias entre doses, serão aplicadas apenas primeiras doses.

A decisão da CIB está publicada na resolução nº 208/2021 e foi anunciada pela secretária Shádia Fraxe e pelo secretário de Estado da Saúde, Anoar Samad, em coletiva de imprensa na sede da Secretaria de Estado da Saúde (SES-AM), no Aleixo zona Centro-Sul.

Avanços

Os adolescentes com comorbidades começaram a ser vacinados, em Manaus, no dia 13/8, e os sem comorbidades, no dia seguinte, 14. Até o momento foram vacinados com a primeira dose, na capital, 170.202 mil jovens de 12 a 17 anos, o que corresponde a 71,8% da população total nesta faixa etária.

A secretária destaca que a vacinação do público de 12 a 17 anos considerou a 10ª edição do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19. O documento previa a vacinação dos adolescentes com comorbidades e os sem comorbidades após a vacinação com a primeira dose da população acima de 18 anos.

A decisão, segundo Shádia, também foi apoiada na Nota Informativa Conjunta nº 55/2021, da FVS-RCP e SES-AM, que incluiu os adolescentes de 12 a 17 anos com e sem comorbidades no Plano Estadual de Operacionalização da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no Estado do Amazonas.


Por – Andréa Arruda / Semsa

Deixe uma resposta