Após desgaste, Câmara desiste de alugar picapes de luxo para vereadores

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), David Reis (Avante), revogou a licitação que havia sido anunciada para o aluguel de 41 picapes de luxo que custaria R$ 4 milhões aos cofres públicos.

A revogação foi publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (22), “considerando ainda o princípio da autotutela, que permite a Administração Pública exercer controle sobre seus próprios atos, tendo a possibilidade de anular os ilegais e de revogar os irregulares ou inoportunos”.

Nos últimos dias os vereadores e, principalmente, o presidente da Casa Legislativa Municipal, sofreram um grande desgaste com a opinião pública contrária ao aluguel dos carros e a construção do puxadinho de R$ 32 milhões, que foi impedido pela justiça, de forma liminar, em ação ingressada pelos vereadores Rodrigo Guedes (PSC) e Amom Mandel (sem partido).

Deixe uma resposta