“Carlos Almeida não tem voto”, diz Plínio sobre disputa ao Governo

O senador pelo Amazonas, Plínio Valério, afirmou que o PSDB deve esticar a corda para definir o possível candidato do partido à disputa ao Governo do Estado em 2022. Sendo uma opção da sigla, assim como o vice-governador Carlos Almeida, Plínio disse que ainda não é pré-candidato, mas não descarta a possibilidade.

Ao tratar do assunto em entrevista à TV Norte, nesta segunda-feira, 08/11, Plínio foi direto ao definir as poucas chances de Almeida na disputa.

“A gente tem algumas opções, a primeira delas seria conversar para ver quem tem mais chances, e esticar a corda. Normalmente na política quando a gente estica a corda ela quebra do lado mais fraco. Então ela vai ter que quebrar do lado dele ou do meu”, pontuou Plínio, que depois completou dizendo “Carlos Almeida não tem voto, a gente tem voto. E na política a corda quebra para o lado mais fraco. Se quebrar do meu lado paciência”.

O senador revelou que tem o convite de oito partidos, se ele quiser sair candidato ao Governo, mas ressaltou que é algo que ainda não está decidido e essa definição poderá acontecer apenas em janeiro de 2022. Entre as opções ele citou PV, Podemos, PTB, PDT e Pros, mas frisou que a relação que tem com o PSDB está ótima e tranquila.

Com o ex-prefeito Arthur Neto ‘mirando a presidência para acertar no senado’, o PSDB terá que escolher um candidato ao Governo em breve.

Deixe uma resposta