Segunda Consulta Pública da Política Municipal de Alfabetização termina na próxima terça-feira, 16/11

Encerra na próxima terça-feira, 16/11, a 2ª Consulta Pública da Política Municipal de Alfabetização (PMA), realizada pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A participação pode ser feita por qualquer pessoa pelo link https://forms.gle/YgUPLLkkFbyZHWPZ7. O objetivo é fazer com que família e escola possam construir a excelência na educação em prol de uma cidade melhor para se viver.

De acordo com as diretrizes do PMA, o propósito é fortalecer o desempenho da rede municipal do município de Manaus, consolidando-a como principal instrumento de inclusão social, reduzindo as desigualdades educacionais. Na primeira consulta realizada em 2019, foram registradas 3.693 respostas de contribuição para uma educação de qualidade.

A partir da consulta pública, a Prefeitura de Manaus passará a ter dados qualitativos, para refletir sobre os anseios da sociedade manauara e, com isso, pretende proporcionar avanços na educação municipal, que garantam direitos das crianças atendidas pela rede.

Na consulta pública, a comunidade escolar e a sociedade civil organizada poderão contribuir no envio de sugestões, para uma educação de qualidade, aos alunos do 1º ao 3º ano do ensino fundamental.

O secretário da Semed, Pauderney Avelino, afirmou que é uma oportunidade em que todos podem participar e ajudar no processo de socialização, para encontrar soluções dentro de uma política no processo de ensino-aprendizagem.

“Estamos estendendo para toda a sociedade civil, universidade, sindicatos, professores em geral, pais ou responsáveis, enfim, qualquer cidadão que possa e se sinta em condições de participar no nosso país. Temos problemas com relação a alfabetização, estamos enfrentando na prática esse problema, mas precisamos instituir uma política municipal, uma política pública de alfabetização, e é isso que estamos fazendo”, comentou.

De acordo com o subsecretário de Gestão Educacional (SSGE), Carlos Guedelha, o lançamento tem toda uma contextualização da importância do trabalho realizado pela Semed, em busca de soluções para o aprendizado dos alunos da modalidade.

“A consulta pública vai permitir que nos aprimoremos ainda mais, se for necessário esse processo. Quem quiser participar, reitero que sua opinião é muito importante para nós, daquilo que for colocado no formulário como sugestão, tudo que for pertinente, exequível, será aproveitado, será valorizado. A gestão do prefeito David Almeida quer combater o analfabetismo, tanto funcional quanto o analfabetismo absoluto. E nesse combate construir a cidadania plena, pois essa é a função da escola, de formar o leitor e o escritor competente”, completou.

O processo de realização e de elaboração da consulta pública foi efetuado em momentos de discussão, como reuniões do comitê executivo e reuniões dos grupos de trabalho que foram constituídos com representantes de vários setores da Semed. 

A chefe da DEF, Ângela Almeida, falou sobre a importância da coleta de dados e convida a todos para participarem do gesto de democracia e de escuta da sociedade. 

“A participação de todos é de extrema importância. Queremos e precisamos saber a opinião de todos os atores envolvidos nesse processo tão importante, pois a alfabetização dos nossos alunos na idade certa, abre um mundo de descobertas sem fim, no decorrer de toda a vida escolar de nossas crianças”, pontuou. 

— — —

Texto – Emerson Santos / Semed

Fotos – Eliton Santos / Semed

Deixe uma resposta