Prefeitura lança projeto ‘Kit Pneus’ para mototaxistas e taxistas

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), recebeu, na manhã desta quinta-feira, 3/2, na sede do órgão, localizada no bairro Nossa Senhora das Graças, zona Centro-Sul, representantes dos sindicatos de taxistas e mototaxistas, para alinhar e definir o cronograma do projeto “Kit Pneus”, que vai beneficiar trabalhadores da categoria, com novos pneus.

O projeto foi anunciado nesta quarta-feira, 2/2, pelo prefeito David Almeida, durante a abertura dos trabalhos na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Ao todo, 2 mil taxistas, 3 mil mototaxistas e 3 mil motoboys vão receber um kit de novos pneus.

O secretário da Semtepi, Radyr Júnior, recebeu o presidente dos mototaxistas, Rodinei Ramos, e o presidente do Sindicato dos Taxistas, José Carlos Sousa. Durante a reunião, foram definidas as datas de entrega e os critérios que devem ser seguidos na distribuição.

“Essas categorias foram afetadas pela pandemia de Covid-19 e a retração de clientes, por isso vamos focar nossos esforços para ajudar essa classe. Os trabalhadores contemplados com kit devem estar regularizados. A ideia é fazer a entrega ainda em fevereiro deste ano. É um grande projeto que vai alcançar a população”, reforçou Radyr.

Segundo o presidente dos mototaxistas, o critério de escolha dos beneficiados será baseado na Lei Municipal nº 12.009/2009. Por isso, é importante que os trabalhadores estejam regularizados junto ao sindicato de cada categoria.

“Essa é uma ajuda muito grande. Hoje, nós temos uma lei municipal, e o critério vai ser em cima dela, pois é a permissão que o município deu para os mototaxistas. Vamos fazer uma reunião, nos próximos dias, para orientar e passar todas as informações necessárias para esses trabalhadores”, informou Rodinei.

De acordo com o presidente dos taxistas, esse era um anseio antigo da classe, que sofreu um grande impacto econômico com a entrada do novo modal de aplicativos. “Nossa categoria sofreu muito na pandemia. Nós tivemos mais de 150 taxistas que morreram, porque não tinham como ficar parados, eles precisavam trabalhar para se manter. Essa ajuda é uma sobrevida para esses pais de família. Além de ser um benefício para o motorista, vai ser também para a população de Manaus, que vai ter veículos mais seguros para transporte”, explicou José Carlos Sousa.

Deixe uma resposta