Morre Saul Benchimol, um dos fundadores da Bemol

Morreu neste domingo, 13/2, Saul Benchimol, último fundador da empresa Bemol, que estava vivo. Até o momento a causa da morte não foi divulgada.

O empresário já enfrentava problemas de saúde e recentemente foi homenageado na Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM).

O deputado Serafim Corrêa (PSB) foi um dos primeiro políticos a prestar homenagens a Saul.

“Recebi a notícia da partida para o Plano Superior do Professor Saul Benchimol. Muito triste com mais esta perda. Ele foi meu professor nos anos 60, nos tornamos amigos e ele foi meu conselheiro por toda a vida. Tive dele ainda na Faculdade um gesto de amizade, solidariedade e coragem que jamais será esquecido. E desde lá em vários outros momentos ficou ao meu lado, mesmo quando discordava das minhas atitudes, mas vinha em meu socorro sugerindo saídas. Agora, não apenas eu perco. Perde a sua família, os seus amigos, que eram muitos, a academia, o mundo empresarial e o Amazonas como um todo.
Saudades do meu amigo, mestre e conselheiro Saul Benchimol. Meus sentimentos à família”, escreveu Serafim.

Histórico

Filho de Isaac Benchimol, imigrante judeu cuja família veio do Marrocos, no século XIX, Saul Benchimol é o sétimo de oito filhos e, juntamente com os irmãos Samuel e Israel, são os fundadores das empresas Bemol e Fogás. 

Saul Benchimol nasceu em Manaus em 14 de agosto de 1934. Saul foi professor da Universidade do Amazonas (UA), onde atuou por 36 anos. É membro da Academia Amazonense de Letras desde 2001, ocupando a cadeira de número 11, tendo em seu currículo 109 publicações, com destaque para seu último lançamento: “A saga de um judeu na Amazônia”. Sua família veio para a Amazônia devido a perseguição da inquisição na época, promovida pela Igreja Católica, quando reinavam os reis católicos Isabel e Fernando, que promoveram a expulsão de todos os judeus inicialmente da Espanha e posteriormente de Portugal.

Deixe uma resposta