TJ-AM vai continuar exigindo uso de máscara nas unidades administrativas e jurisdicionais

O Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) informou, nesta quinta-feira, 31/3, que vai manter o uso de máscara nas dependências de todas as suas unidades administrativas e jurisdicionais da capital e interior, seguindo a Resolução n.º 23/2021, a qual exige a apresentação da carteira de vacinação contra a covid-19 para acesso às dependências do Judiciário amazonense e também prevê a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção no TJAM.

A Direção da Corte – formada pelo desembargador Domingos Chalub, presidente; e pelas desembargadoras Carla Reis e Nélia Caminha Jorge, vice-presidente e corregedora-geral de Justiça, respectivamente – observou procedimentos adotados por outros tribunais, incluindo o Supremo Tribunal Federal (STF), mesmo após a flexibilização do uso da máscara em ambientes fechados esta semana na capital.

Em abril, haverá uma reavaliação do cenário epidemiológico para a liberação ou continuidade do uso da máscara nas dependências do TJAM.

Deixe uma resposta