Irmãos de Manicoré recebem alta após tratamento para recuperar peso e curar infecções

Após ficarem 20 dias internados no Hospital e Pronto Socorro da Criança Zona Oeste (HPSC-ZO), os irmãos Gleiçon Carvalho Ferreira, de 9 anos, e Glauco Carvalho Ferreira, de 7 anos, receberam alta da unidade de saúde nesta quarta-feira (06/04). As crianças deram entrada na unidade no dia 17 de março, após ficarem 27 dias perdidos na floresta em Manicoré (a 332 quilômetros da capital).

Depois da transferência em UTI aérea da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), as crianças foram acompanhadas por equipe multidisciplinar durante todo o período em que permaneceram na unidade. Desde esta terça-feira (05/04), apresentam condições clínicas para alta hospitalar. Mesmo com a alta hospitalar eles vão continuar sendo acompanhados, agora em Manicoré.

“Eles receberam orientações nutricionais e farão um acompanhamento. Todos os problemas com que elas entraram na internação foram curados. Agora eles vão continuar recebendo assistência”, disse o secretário de Saúde do Amazonas, Anoar Abdul Samad., que também ressaltou que se ficasse mais 24h na floresta o menino Glauco Carvalho Ferreira, poderia morrer desnutrido.

O médico pediatra Eugênio Tavares, que cuidou, dos irmãos, destacou o ganho de peso considerável que os dois tiveram. “O de 9 anos chegou com 18kg e saiu com 26kg o de 7 anos chegou com 12kg saindo com 18,7kg. Houve uma recuperação espantosa de peso, apesar de estarem infectados. O tratamento do menor demorou mais, mas deixamos ele junto do irmão para que não afetasse o psicológico, e a demora também se deu por ele ter sofrido uma insuficiência renal”, disse o médico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.