Identificado como André, torcedor é denunciado por diretor do São Raimundo por apologia ao nazismo

O vereador e diretor do São Raimundo Esporte Clube, Rodrigo Guedes (PSC), ingressou com uma denúncia na Polícia Civil do Amazonas para que ela investigue um torcedor do clube, identificado como André, que foi visto expondo uma tatuagem de um símbolo nazista em meio a torcida no estádio Ismael Benigno, em Manaus, no último domingo, 17/04. A atitude foi considerada um gesto de apologia ao nazismo, que no Brasil é crime.

A tatuagem de Águia desenhada nas costas do torcedor, representa o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães, representando ainda a águia nazista.

“É muito curioso que a tatuagem do rapaz tenha todos os elementos que fazem apologia ao nazismo, dizer que é coincidência e que ele não tinha essa informação ao fazer algo que vai ficar a vida toda na pele é forçar a barra. Gostaria de acreditar que é tudo um mal entendido mas infelizmente sabemos que pensamentos e ideologias de ódio existem e só aumentam. É um símbolo nazista e isso é indiscutível. É um ato grave, que fere a legislação e principalmente a história de uma civilização e da própria humanidade. Não podemos deixar que essa situação fique sem a devida punição”, argumentou.

A apologia ao nazismo corresponde ao ato ou atos de promoção e prática sob qualquer argumento ou meio as ideias, doutrinas ou instituições adotadas pelo Partido Nazista e é considerado crime. Inclusive, usando símbolos nazistas, distribuindo emblemas ou fazendo propagando desse regime, conforme o art. 20 da Lei n° 7.716/1989, com pena de reclusão.

Deixe uma resposta