Governo vai defender permanência do exame psicotécnico no concurso da SSP suspenso pelo TCE

O Governo do Estado informou, por meio da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), que vai defender legalmente a permanência da fase do exame psicotécnico/psicológico do concurso da pasta. O certame foi suspenso ontem, 17/5, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) por denúncia de irregularidade justamente nesta fase.

Em nota a SSP-AM confirmou que foi comunicada nesta terça-feira, 17/5, sobre a suspensão cautelar e o pedido de retirada do exame psicotécnico. A pasta tem 15 dias para se manifestar diante a Corte de Contas.

Leia a nota completa:

A Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informa que foi comunicada, oficialmente, nesta terça-feira (17/05), pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) sobre a suspensão do concurso público da SSP-AM, relacionada à retirada da fase relativa ao exame psicotécnico/psicológico do certame.

O TCE-AM concedeu um prazo de 15 dias para que a SSP-AM se manifeste a respeito do comunicado, seja para adotar as providências necessárias sobre a retirada da fase do concurso ou apresentar documentos e/ou justificativas.

Nesse sentido, importante salientar que o concurso desta Pasta de Segurança se pauta pelo mais alto grau de obediência ao que prescreve o Ordenamento Jurídico Pátrio, portanto, dentro do prazo estipulado pela Colenda Corte de Contas, será apresentado todo o arcabouço legal probatório acerca da permanência da fase relativa ao exame psicotécnico/psicológico.

Deixe uma resposta