Escola do Mauazinho se classifica para 3ª fase do Concurso de Plano de Aula do Bosque da Ciência

A escola municipal Poeta João Cabral de Melo Neto, no bairro Mauazinho, zona Sul, da Prefeitura de Manaus, está na 3ª fase do 1° Concurso de Plano de Aula do Bosque da Ciência, com dois projetos. A unidade de ensino, coordenada pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), recebeu a confirmação oficial nesta quarta-feira, 18/5, por meio da coordenação do certame. O evento é uma realização do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), com resultado previsto para ser divulgado em junho.

O primeiro projeto da escola João Cabral é coordenado pela professora Valdeniza Soares, com os alunos do 4º ano do ensino fundamental, e tem como tema “Ensino de ciências e pessoas com deficiência visual no Bosque da Ciência”. O segundo, “Fauna Amazônica ameaçada de extinção como subsídio para alfabetização ecológica em espaços educativos”, é executado pela educadora Rosilene Paes de Paula e destinado às crianças da educação infantil.

A diretora da escola, Lana Conceição de Jesus, afirmou que é uma conquista e ao mesmo tempo o reconhecimento do trabalho realizado com os alunos nas atividades pedagógicas.

“Os alunos demonstram maior interesse no processo de ensino-aprendizagem, uma vez que se encontram entre teoria e prática. Nosso meio ambiente é rico em atividades voltadas para fauna e flora, onde são de suma importância para cuidarmos de nossa natureza”, explicou.

Para a pedagoga Ana Márcia Pontes Pereira, responsável pela participação da escola no concurso, é fundamental que os alunos aprendam os dois lados da aprendizagem, ou seja, a teoria e a prática, tendo a natureza como fonte de ensino.

“Como pedagoga da escola e pesquisadora, busco sempre, junto à equipe escolar, promover atividades que forneçam senso de pesquisa científica, relacionando a teoria e a prática, dessa forma fomentamos conhecimento e auxiliamos no processo de ensino-aprendizagem, com ênfase ao ensino de ciências e seus conceitos correlatos com os animais ameaçados de extinção e a importância da preservação das árvores”, explicou.

De acordo com o aluno do 4º ano matutino, Alielton Júnior Anaquiri, 9, que está no projeto da escola desde o ano passado, tem sido um aprendizado muito grande participar das atividades.

“A escola busca incluir os alunos na temática de educação ambiental e na preservação do meio ambiente, enquanto fauna e flora. Desta forma, os alunos gostam e participam das atividades com maior entusiasmo e questionamentos, buscando maior aprendizagem”, disse.

Fases

Na primeira fase, a escola realizou a inscrição e enviou o plano para a coordenação, que será disponibilizado no site do Bosque da Ciência, para que sirva de auxílio para outras escolas. Já na segunda fase, houve a execução do plano com os alunos para a validação, bem como, caso seja necessário, a alteração do devido plano.

Os dez melhores planos de aula serão incluídos em um livro, a ser publicado pela coordenação.

Texto – Paulo Rogério / Semed
Fotos – Divulgação / Semed

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.