Comissão da Câmara vai debater aumento no preço dos combustíveis e gás de cozinha

A Câmara dos Deputados aprovou dois requerimentos de autoria do presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico de Indústria da Casa, deputado Federal Sidney Leite (PSD-AM), para convidar o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, para debater a volta da inflação, além do ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, e o presidente da Petrobras, Caio Paes de Andrade, para debater o aumento sucessivo dos preços dos combustíveis e gás de cozinha.

De acordo com o deputado, essa inflação pesa muito para o trabalhador e para quem está desempregado e que esse debate é de extrema importância para quem emprega, empreende e produz.

“É diferente da inflação, superior a 12%, a inflação para o pobre chega a casa dos 40%, como também, é levada a taxa de juros, e a realidade econômica brasileira. Não podemos assistir passivamente essa desorganização da economia brasileira, a baixa taxa de crescimento, como também, a prioridade na importação de produtos, importando empregos, no momento em que precisamos gerar emprego, retomar o desenvolvimento econômico, domar a inflação e melhorar a qualidade de vida do povo brasileiro”, explicou Sidney.

Para o deputado, hoje, esse debate é importante, atual e precisa da intervenção dos parlamentares. As donas de casa estão tendo que fazer a opção de comprar alimento ou o gás de cozinha, devido a esse aumento sucessivo.

“É inaceitável que a política de preços adotadas pela Petrobras de paridade internacional, o lucro excessivo e absurdo, está prejudicando o consumidor brasileiro, várias estruturas de cadeias produtivas e como os caminhoneiros, mas principalmente quem consome na ponta”, concluiu.

Deixe uma resposta