FVS realiza ações para evitar aumento de casos de Covid após Festival de Parintins

Com o início do 55º Festival Folclórico de Parintins se aproximando, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP/AM), vinculada à Secretaria de Saúde do Amazonas (SES-AM), continua intensificando as ações em saúde em antecipação ao maior evento cultural de massa da região Norte.

As ações ocorrem com a finalidade de eliminar ou prevenir riscos e agravos à saúde do indivíduo e coletividade antes, durante e após a realização do festival. A diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, destaca a importância dessas ações durante o período do festival em Parintins.

“Nós estamos atuando de forma integrada juntamente com a coordenação de vigilância em saúde municipal, através de fiscalizações, orientações, panfletagem em áreas de grande concentração de pessoas, e também na detecção, nas medidas de prevenção e controle de doenças que possam comprometer a saúde da população local e visitantes no decorrer do evento”, enfatiza Tatyana.

Durante esta semana, em Parintins, os técnicos da gerência de Vigilância de Doenças Não Transmissíveis (GVDNT), juntamente com a de Controle das Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/Aids) da FVS-RCP, realizaram ações de sensibilização e orientação sexual infantojuvenil e medidas preventivas contra as IST para proprietários da rede de hospedagens em Parintins.

A ação também se estendeu para embarcações do município com a entrega de materiais educativos com a finalidade de promover um evento com saúde. A psicóloga do GDTV/FVS-RCP, Cassandra Torres, diz que a medida é necessária em virtude de que o festival reúne um número grande de pessoas.

“Nesse momento é muito importante estarmos vigilantes às formas de violência contra crianças e adolescentes, realizando mobilizações para garantir a proteção desse segmento, recomendando os canais de denúncia, as formas de reconhecimento e proteção, além da responsabilização dos que cometem a violência para os parintinenses e turistas que vieram prestigiar o evento cultural”, diz Cassandra.

Além disso, dando continuidade às ações, na manhã da quinta-feira (23/06), os técnicos do Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa/FVS-RCP), juntamente com a Vigilância municipal de Parintins, realizaram fiscalizações nos balneários, verificando o acondicionamento de produtos e a manipulação de alimentos, e repassando orientações sobre as boas práticas de higiene.

Também foi realizada a verificação do licenciamento sanitário observando a validade dos produtos para a população que consumirá os alimentos nesses estabelecimentos durante o festival.

Testes para IST/Aids

O chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica da FVS-RCP (DVE/FVS-RCP), Alexsandro Melo, informou que serão ofertadas testagens para Covid-19, HIV, sífilis e hepatite, além de vacinação contra sarampo, influenza e Covid-19 nos principais pontos estratégicos de movimentação do município.

“Nós teremos um posto de saúde na praça do mercado no antigo prédio da Prefeitura Municipal de Parintins, e vamos continuar as inspeções nos hotéis e motéis para tentar minimizar os riscos e danos à saúde de forma preventiva e orientativa até o fim do festival, por isso contamos com o apoio de todos”, destaca Alexsandro.

“Nosso monitoramento será em tempo real, principalmente na noite da quinta-feira (23/06), em que ocorrerá a Festa dos Visitantes, estaremos fiscalizando as associações folclóricas, triciclos, proprietários de bares e restaurantes, além dos vendedores”, pontuou Elaine Pires, coordenadora de Vigilância em Saúde de Parintins, antes das atividades na festa que precede a disputa no Bumbódromo.

Ações de vigilância epidemiológica

A Comissão Estadual de Prevenção e Controle de Infecção em Serviços de Saúde (Ceciss) e a Rede Estadual de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (Reveh) estão atuando no fortalecimento do Núcleo de Vigilância em Saúde do Hospital Regional Dr. Jofre de Matos Cohen, avaliando as ações de prevenção e controle de infecção e segurança do paciente.

A coordenadora da Ceciss da FVS-RCP, Evelyn Campelo, disse que a equipe está fazendo uma detecção oportuna e um monitoramento das doenças de notificação compulsória imediatas, bem como agravos e eventos de interesse em saúde pública no pré, durante e no pós-festival.

“Para evitar a contaminação por doenças infectocontagiosas nos ambientes assistenciais, os profissionais de saúde também estão realizando orientação técnica e educativa, com apoio na elaboração de planos de contingência e protocolos, e por fim, no alinhamento de fluxos institucionais”, afirma Evelyn.

Referência

A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus. O contato telefônico da FVS-RCP é o (92) 3182-8510.

FOTOS: Abrahão Graham/FVS-RCP

Deixe uma resposta