Em sete meses, Ouvidoria da Ageman já solucionou 87% das demandas registradas contra concessionárias

O serviço prestado pela Ouvidoria da Agência Reguladora dos Serviços Públicos Delegados do Município de Manaus (Ageman) já conseguiu solucionar 87% das demandas apresentadas por usuários, somente no primeiro semestre deste ano.

Os casos são referentes à má prestação de serviços por parte das empresas concessionárias que atuam no âmbito do abastecimento de água, esgotamento sanitário, iluminação pública e Zona Azul, serviços regulados e fiscalizados pela Ageman.

De janeiro a julho deste ano, a Ouvidoria da Ageman contabilizou 319 demandas, das quais 278 já foram solucionadas por meio da intermediação realizada junto às empresas.

O levantamento revela que somente em dois casos, os usuários optaram por recorrer à Justiça. Outras 39 demandas ainda aguardam um posicionamento por parte das concessionárias.

“Nossa Ouvidoria tem atuado para evitar ao máximo a judicialização das demandas. As empresas têm respondido com regularidade aos nossos questionamentos e isso tem assegurado respostas efetivas aos nossos usuários”, destacou o diretor-presidente da Ageman, Elson Andrade Ferreira.

A otimização da rotina, a contratação de novos servidores e a implantação de novos terminais de atendimento na sede da Ouvidoria também contribuíram para a eficiência das ações dos colaboradores do posto de atendimento que funciona nas dependências do shopping Phelippe Daou, na zona Norte de Manaus.

Entre as demandas que registraram um melhor índice de resolução nos primeiros sete meses deste ano, estão as reclamações envolvendo o saneamento básico, as quais somaram 249 e em seguida a iluminação pública com 26 registros solucionados por meio da atuação da Ouvidoria da Ageman.

Casos como o da diarista Valdina Alves, que foi multada em R$ 1 mil pela concessionária Águas de Manaus, por uma suposta ligação irregular de água. A usuária acionou a Ageman, que requisitou uma inspeção da empresa no imóvel e constatou que o procedimento realizado pela companhia estava equivocado.

“Sai para trabalhar e quando cheguei tinham mexido no meu contador e disseram que estavam apenas trocando e quando chegou o final do mês, vi que tinham aplicado uma multa de mil reais, porque segundo eles, eu tinha um gato. Fiquei desesperada. Eu sabia que estava certa e foi quando fui atrás dos meus direitos na Ageman e graças a Deus os técnicos vieram aqui e verificaram que estava tudo direitinho. A empresa teve que cancelar a multa. Se eu estivesse errada, eu assumiria, mas eu tinha certeza de que não tinha nada de errado, que eu não tinha nenhum gato na minha água”, lembrou Valdina.

O comerciante David Santiago também teve sua demanda atendida por meio da Ageman. O usuário tentou diversas vezes resolver o problema da lâmpada do poste que fica em frente à casa onde mora, no Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul. Somente após acionar a Ageman, foi que a luminária que estava apagada voltou a funcionar.

“Liguei várias vezes na Manausluz e eles só diziam que o problema estava resolvido e a minha rua no escuro, foi então que fui pessoalmente à Ageman e os técnicos verificaram que a concessionária estava indo no endereço errado. Agora está tudo resolvido”, afirmou o usuário.

O ouvidor da Ageman, engenheiro Cláudio Falcão, explicou que em meio as pendências, ainda existem 16 demandas relativas ao saneamento básico, quatro de transporte coletivo, 18 de iluminação pública e uma a respeito do Zona Azul. “Todas estão dentro do prazo, para que as empresas prestem os devidos esclarecimentos e nós estamos monitorando de perto. O usuário sabe que pode contar com a Ageman”, destacou.

Há quatro anos, a Ouvidoria da Ageman realiza atendimento presencial de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nas dependências do Pronto Atendimento ao Cidadão (PAC) do shopping Phelippe Daou, localizado em frente ao Terminal 4, no bairro Cidade de Deus, zona Norte de Manaus.

Além do atendimento presencial agendado, as demandas também são recebidas pelo 0800-092-3511, WhatsApp 98842-5821 e também por meio de formulário que pode ser acessado no site da Ageman no endereço www.ageman.manaus.am.gov.br/ouvidoria e também pelo e-mail ouvidoria.ageman@gmail.com.

Cabe à Ouvidoria receber as solicitações (reclamações, denúncias, sugestões, elogios e críticas) e também realizar um trabalho de prevenção, apuração e a mediação de divergências.

— — —

Texto – Tereza Teófilo / Ageman

Foto – Divulgação / Ageman

Deixe uma resposta