Em alusão ao Setembro Amarelo, escola discute saúde mental no ambiente de trabalho

A preocupação com o suicídio e os transtornos mentais têm ganhado mais adesão nos últimos anos, especialmente com a campanha Setembro Amarelo, que em 2022 tem como lema “A vida é a melhor escolha!” O assunto, porém, ainda é pouco explorado quando se trata do ambiente de trabalho. De acordo com pesquisa da plataforma de terapias Vittude, em parceria com a consultoria Opinion Box, 70% das empresas não sabem lidar com a saúde mental de seus colaboradores.

E é justamente para promover o debate sobre o tema no ambiente corporativo que o Centro de Ensino Técnico (Centec), realiza, entre os dias 9 e 26 de setembro, uma série de ações voltadas à saúde mental dos estudantes e futuros profissionais, tanto no eixo da indústria, como saúde e gestão. Workshops, palestras, panfletagens, dinâmicas de jogos e até artes cênicas integram a programação da escola, localizada na Avenida Djalma Batista, São Geraldo. O acesso será gratuito a todos que quiserem participar.

“Desde o surgimento da campanha Setembro Amarelo, em 2014, todos os anos a escola promove atividades de prevenção ao suicídio e conscientização sobre o problema, que afeta pessoas no mundo inteiro. E esse ano, como uma escola profissionalizante, vamos focar na saúde mental dentro do ambiente de trabalho”, explica a professora Viviane Melo, uma das organizadoras do evento.

Segundo ela, a abertura oficial acontece nesta sexta-feira (9), véspera do Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, exatamente para despertar nos participantes o desejo de falar sobre o assunto e de levar a outras pessoas informações relevantes sobre o tema.

“Teremos rodas de conversas em horários distintos, envolvendo alunos de todos os turnos, cujo tema é ‘seja a ajuda que o outro precisa’, visando explanar os medos dos profissionais e os receios relacionados à sua atuação”, detalha a professora.

Conforme Viviane Melo, o objetivo da ação é “desmistificar essas questões, promovendo uma atenção total ao bem-estar dos alunos e futuros profissionais, já que nem sempre o local de trabalho propicia essas discussões”.

Embora não existam dados específicos sobre suicídios em ambientes corporativos, a página oficial da campanha Setembro Amarelo informa que essa triste realidade gera grandes prejuízos à sociedade como um todo. “De acordo com a última pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2019, são registrados mais de 700 mil suicídios em todo o mundo, sem contar com os episódios subnotificados, pois com isso, estima-se mais de 1 milhão de casos. No Brasil, os registros se aproximam de 14 mil casos por ano, ou seja, em média 38 pessoas cometem suicídio por dia”, informa o site.

Alcance e potencial

A professora D’Ângela Lopes, que também integra a organização do evento no Centec, afirma que “a programação deve alcançar mais de 3 mil pessoas somente entre discentes e docentes da escola, mas com potencial muito maior a partir da participação da comunidade externa”.

Ainda dentre os destaques da programação, no dia 12, alunos e professores farão uma grande ação de conscientização junto ao público externo, com panfletagem num dos mais movimentados cruzamentos da Djalma Batista, onde a escola está localizada. E no mesmo dia, à noite, será aberta a sala sensorial com o tema ‘Calma na Alma’, cujo objetivo é estimular os sentidos e relaxamento corporal como uma forma de alcance do bem-estar e da saúde mental.

Outro destaque na programação é a peça teatral ‘saúde mental no trabalho’, com exibição dia 15, e a atividade de musicoterapia com o grupo Acadêmicos da Alegria, dia 16, cujo tema será ‘O Remédio é o Riso’. O encerramento acontece dia 26, com um workshop sobre Saúde Mental na Logística. Os detalhes de toda a programação, com subtemas e horários das atividades podem ser conferidos no site do Centec.

Deixe uma resposta