MP abre investigação contra Douglas Garcia, que atacou Vera Magalhães

Alvo de pedidos de cassação na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) e de críticas duras até de seu partido e de aliados, o deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos-SP) também vai enfrentar uma investigação criminal, aberta pelo Ministério Público paulista nesta quarta-feira (14/9).

O parlamentar, que é apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), intimidou a jornalista Vera Magalhães na noite dessa terça-feira (13/9), nos bastidores de um debate entre candidatos ao governo de São Paulo.

Mentindo sobre o salário da profissional na TV Cultura, Garcia a abordou agressivamente no espaço destinado a convidados e a chamou de “vergonha para o jornalismo brasileiro”, ecoando ataque do próprio Bolsonaro à mesma jornalista, em debate promovido pela Band no início de setembro.

A investigação do MP-SP foi instaurada pelo procurador-geral da Justiça de São Paulo, Mario Luiz Sarrubbo. Como Garcia é parlamentar, tem foro privilegiado e só pode ser investigado criminalmente pelo procurador-geral.

Após a conclusão dessa fase investigativa, o procurador-geral decidirá se denuncia ou não o parlamentar para a Justiça estadual.

Reações

O Partido Republicanos também anunciou que vai convocar Garcia, que pertence à sigla, para dar “suas explicações” em relação ao ataque do parlamentar contra a jornalista. A legenda repudiou o episódio e afirmou que não compactua com a forma como ele abordou a profissional.

O candidato ao governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos), a quem Douglas Garcia acompanhava durante o debate, pediu desculpas por telefone à jornalista Vera Magalhães. O Metrópoles confirmou a informação com a assessoria do candidato. A equipe detalhou que a ligação foi feita ainda no local do evento e reforçou ainda que a participação do parlamentar será vetada em outros debates.

O próprio Tarcísio comentou o episódio no Twitter. O postulante ao governo estadual de São Paulo disse lamentar e repudiar a atitude do deputado.

Confira:

“Lamento profundamente e repudio veementemente a agressão sofrida pela jornalista @veramagalhaes enquanto exercia sua função de jornalista durante o debate de hoje. Essa é uma atitude incompatível c/ a democracia e não condiz c/ o que defendemos em relação ao trabalho da imprensa”.

*Com informações do Jornal Metrópoles

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.