Segundo turno: Amazonino fica neutro no Estado, mas escolhe apoiar Lula para presidência

O ex-governador Amazonino Mendes, terceiro colocado nas eleições deste ano, com mais de 355 mil votos, anunciou hoje em vídeo postado nas redes sociais que vai ficar neutro na disputa de segundo turno entre o governador Wilson Lima e o senador Eduardo Braga.

“O povo deu o recado nas urnas de que aprova o governo que está aí. Cabe a mim, como democrata, aceitar o resultado”, disse Amazonino, anunciando que não vai interferir na vontade dos eleitores que lhe deram o voto de confiança no primeiro turno.

“Em 2018, quando perdi a eleição para o atual governador, aceitei o resultado e me recolhi. Agora, seguindo o espírito de democrata, farei o mesmo”, destacou Amazonino, que foi quatro vezes governador, três vezes prefeito e senador, sendo o maior político da história do Amazonas.

Amazonino também liberou seus correligionários a seguir o caminho que acharem melhor.

Em relação à eleição presidencial, Amazonino diz que vai pedir votos para o candidato do PT, Luís Inácio Lula da Silva, por seu comportamento em relação à Zona Franca de Manaus. “Peço voto para o Lula em nome dos milhares e milhares de empregos da Zona Franca, que movimenta a economia de todo o Estado”, justificou.

Amazonino disse ainda que a decisão por Lula passa por um pedido pessoal do governador reeleito do Pará, Helder Barbalho, que tem um grande e revolucionário projeto para a Amazônia, caso Lula seja eleito.

Deixe uma resposta