“Seremos a segunda maior bancada da CMM”, afirma Peixoto após fusão partidária que cria nova sigla

Nesta semana, os partidos Solidariedade e Pros oficializaram a fusão que vai unificá-los no Solidariedade 90 e que pode transformar o novo partido na segunda maior bancada da Câmara Municipal de Manaus (CMM). O vereador Peixoto, filiado ao Pros, é um dos parlamentares que vão integrar a nova bancada e avalia que essa movimentação pode trazer impactos ao parlamento.

“Eu vou acompanhar esse movimento muito de perto, pois com essa fusão, o Solidariedade 90 vai contar com quatro vereadores. Apenas o Avante estará em superioridade númerica, com seis parlamentares. Isso pode trazer impacto nas decisões da própria Câmara” alerta Peixoto.

Solidariedade e Pros estão entre as legendas que não atingiram a cláusula de desempenho nas eleições de 2022. Pela regra, cada partido deve ter menos 2% dos votos válidos, com um mínimo de 1% em nove Estados, ou que eleja ao menos 11 deputados federais em um terço das unidades da Federação.

A estratégia é assegurar a obtenção de recursos do Fundo Partidário e o tempo de propaganda, tanto na rádio, quanto na TV. Em nota, os partidos informam que “a decisão de caminhar juntos como uma única sigla, é em prol da defesa da democracia, da solidariedade e da prosperidade social”.

Com informações da assessoria

Deixe uma resposta