MP-AM aciona MPF e pede informações a Polícia Militar sobre protestos em Manaus

O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) oficializou pedido de informações atualizadas ao Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas a respeito das providências promovidas contra os atos realizados por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) em frente ao Comando Militar da Amazônia (CMA) em Manaus.

As informações foram divulgadas pelo MP-AM por meio de nota publicada no site oficial da instituição, nesta quinta-feira, 10/11.

O Ministério Público Federal (MPF) também será acionado para que tome providências, além de encaminhar as ações ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Especializadas na Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e da Ordem Urbanística – CAO-MAPH-URB.

Os protestos bolsonaristas contra o resultado das urnas na última eleição tem causado transtorno no transito no bairro São Jorge e áreas próximas e pessoas que precisam trafegar pela área reclamam do transito muitas vezes parado. 

Leia a nota do Ministério Público do Amazonas

Considerando as notícias divulgadas por diversos órgãos de imprensa, acerca dos protestos em frente ao Comando Militar da Amazônia, circunstância que está ocasionando o congestionamento do trânsito na via, a ocupação e obstrução da calçada, resultando em eventuais prejuízos à sociedade, o Ministério Público do Estado do Amazonas informa que, além de solicitar informações atualizadas a respeito das providências promovidas pelo Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, no limite de suas atribuições, o Excelentíssimo Senhor Procurador-Geral de Justiça estabeleceu, imediatamente, que fosse oficiado ao Ministério Público Federal para conhecimento e adoção de providências, bem como determinou o encaminhamento das sobreditas informações ao Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça Especializadas na Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e da Ordem Urbanística – CAO-MAPH-URB.

Deixe uma resposta