Lideranças Yanomami cobram polo da Ufam em Santa Isabel do Rio Negro

Em um encontro com o reitor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Silvio Puga, lideranças Yanomami do município de Santa Isabel do Rio Negro cobraram a abertura de um Polo Universitário indígena do Rio Marauiá. Eles foram atendidos pelo reitor da instituição e também pelo pró-reitor de Ensino de Graduação, professor David Lopes Neto, nesta segunda-feira (16).

“Chegamos a um consenso de que necessitamos avançar nesse processo específico da educação e sabemos que só a Ufam poderia atender nossos anseios. Desejamos melhor qualificação dos nossos professores yanomami e solicitamos que o reitor olhe a demanda de nosso povo que tem em torno de 240 yanomamis que desejam se formar e trabalhar na educação”, destaca Otavio Ironasiteri Yanomami, coordenador da Associação Yanomami Kurikama.

Ao receber o documento, o reitor destacou que, em breve, Santa Isabel do Rio Negro poderá contar com o novo Polo da Ufam. “Ainda não podemos precisar o mês do início das atividades do Polo, mas a demanda foi recebida e encaminhada para providências”, declarou o reitor.

Lideranças

Samuel, liderança do Curuá, Francisco, liderança do Tomoropiwei, Jeremias, liderança do Komixiwë, Carlos, liderança do Taracuá e Oséas, liderança do Pohoroá estavam entre as lideranças presentes no encontro. O professor de Licenciatura Indígena Modesto Amaruko agradeceu a acolhida da Ufam. “Foi muito boa a recepção de nossa demanda pela Universidade. Estamos agradecidos e esperançosos de que, em breve, a licenciatura indígena seja oferecida em nossa região”.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.